Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

clareza


um dia a princesa entendeu
que o início faz de todo sapo príncipe
e passou a beijá-los
com certa imediatez
sempre anotando as reações as atitudes
no desenrolar dos dias:
.
entre ilusões e noites macias
penso muito e escrevo
afora direção e sentido
o que mais importa?
questões metafísicas? metafóricas?
ou serão apenas poemas avulsos
contos da carochinha
anotações irrelevantes
que escondo debaixo dos pés?

3 comentários:

  1. Alô, alô Marciano...

    Pa-vor de sapos...

    Mas a poesia é linda demais.

    : )

    ResponderExcluir
  2. Que poema engraçado,esta postagem me fez rir um pouco. Desejo-te um bom fim-de-semana!! http://mafaldinhaarte.blogspot.pt

    ResponderExcluir