Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

RUA VAZIA

E ainda assim
Diante do invisível
Quis me ocultar
O medo do escuro
Já me esperava
E esse silêncio
Teria a certeza
Da noite chegada

Bruno Crespo
22 10 2009

2 comentários:

  1. Lindo!!
    De fato ele é um ótimo poeta!!
    Abraços!!
    (pessoa suspeita,kkkk)

    ResponderExcluir
  2. Essa poesia é muito boa,
    uma das melhores que vi aqui.
    Estendam meus parabéns ao autor.

    José Costa
    Portugal

    ResponderExcluir