Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sexta-feira, 12 de março de 2010

RETRANCA BRANCA

Não, Alberto da Cunha Melo
não parou com seus octossílabos,
nem parou de experimentar
o que a linguagem oferece;

a tua morada te espera:
Recife, Olinda, Jaboatão,

todos querem te receber,
os versos contados e livres,
brancos, rimados e ritmados

— após quarenta anos de luta,
o poema que te faz oração.


(Fred Caju)

Nenhum comentário:

Postar um comentário