Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 8 de maio de 2010

Parceiro musical, parceiro de punkeiras, parceiro de bebedeiras e rezadeiras. KkkkkkkkkkkkkkkAmigo para todas as horas. Meio-irmão meio conselheiro. Pintor, poeta e compositor. A ele deve ter mais qualidades, mas eu não sou a rapariga dele para saber.
É com prazer que anuncio ao respeitável publico leitor o adorável Marcone Santos e/ou simplesmente Jimmy:




Melancólico


''O que dá de espreitar, a minha livre agonia,''


Penso em vezes viver ao som dos goles
Profundos... E sensações invólucras.

Vive vida, vive até deixares de sentir,
Em falso anorexo, tremulo por um gole algol.
Temo andar muito e cegar chegar ao final,
E sintetizar a obra.



Acabar antes do fim...
viver tão pouco é existir para sempre,
É existir demais!
Esdrúxulo, falciforme sem sondar alcunha
A dor que vem como chuva.

Eu quero ver os seus cabelos,
É tambem ser humano sentilos,
É tambem viver perder a minha vida,
É também morrer poder viver.


Dela sou a forma ímpeta,
Contra a encosta,
A árvore solitária
Ao advento das pedras a rolarem.

Tu cairás antes de chegar até ela,
Entra as horas que sei que acabará tão rápido.
Estou livre...
Não, não, não abras a porta p'rá mim.

Marcone Santos

3 comentários:

  1. Grande figura! Felizmente, já tive oportunidade de prosear.

    ResponderExcluir
  2. "Eu quero ver os seus cabelos,
    É tambem ser humano sentilos,
    É tambem viver perder a minha vida,
    É também morrer poder viver."

    E eu que pensava em Daniel como paradoxal :O
    hahaha, Perfeito Jimmy *.*
    Uma das recitações de poemas mais tocantes que já assisti, literalmente engolindo a poesia!

    Tive o imenso prazer de recebe-lo aqui no carnaval de minha Olinda :D
    Acho que ele não gostou da recepção,nem veio mais nos visitar por aqui :P
    Abraços e seja bem vindo sempre que voltar.

    ResponderExcluir
  3. ele num gostou foi do guia cheio de cachaça kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ainda bem que o tal do guia agora só bebi poesia

    ResponderExcluir