Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Blog na finalíssima da 5ª Recitata


Gratos pela presença daqueles que admiram o trabalho desenvolvido pelo poeta D.Everson, o blog, vem convidar toda comunidade marciana para apoiar nosso poeta interplanetário na finalíssima da 5ª Recitata dia 29 na Torre Malakoff (Bairro do Recife). Dês de já agradecemos a presença de todos.

Leia o poema recitado:

Canto do excluído



Ai de mim! Pobre de mim! Bendito de mim!

Que como lixo, mas que não abro mão de jogar no bicho.
não tenho nada, mas o que me dão desperdiço.
Uma hora sou santo, e na outra um maldito.

Ai de mim! Pobre de mim! Bendito de mim!

sempre falo em Deus, mas não esqueço o diabo.
sei dos males do câncer, mas não apago o cigarro.
tenho calos nos dedos, mas não arranjo um trabalho.

Ai de mim! Pobre de mim! Bendito de mim!

Passo o dia no trânsito, de equilibrista do tráfego.
Até o evangelho me negam , porque o dízimo não pago!
preso não posso ser, o Anibal tá superlotado...

Ai de mim! Pobre de mim! Bendito de mim!

Só serei mesmo enxergado pelo vagabundo drogado
que pede sua esmola no dia-a-dia agitado como
o homem preto caído morto no Treze de maio.

D.Everson
Recife 18 08 2010

6 comentários:

  1. Esse poema foi especialmente feito para esse evento =]

    ResponderExcluir
  2. Grande D. Everson!
    Poema maravilhoso! O antagonismo do homem é a sua beleza, sabor e salvação. Tire o dual e o que sobra? Sombras!
    Parabéns, estarei torcendo muito.
    Pedro Manoel

    ResponderExcluir