Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 25 de setembro de 2010

Milk Shake Literário

Um Império do Crime de Respeito

No último dia 15 de setembro foi comemorado por fãs mundialmente apaixonados pelo romance policial, o aniversário de 120 anos, de sua representante maior, Dame (equivalente a Sir) Agatha May Clarissa Mallowan, mais conhecida como Agatha Christie.

Agatha Dedicou-se aos romances policiais, sendo pioneira no fato de que suas histórias sempre possuem um final inesperado com aquele assassino que passa por suas vistas milhares de vezes e você não consegue enxergar e que sempre é tão aguardado ao final. A dúvida permanece ao longo de toda trama, quem é vítima ou vilão? Façam suas apostas! Unindo a essa sua grande habilidade narrativa uma brilhante imaginação estava pronta a fórmula do sucesso.

Escreveu mais de oitenta obras que devido ao grande sucesso foram adaptadas ao cinema, teatro, televisão, jogos e histórias em quadrinhos. Ainda existem materiais não publicados, que foram deixados pela Rainha do Crime para o nosso deleite. Segundo o Guiness Book, seus livros são os mais traduzidos do planeta, perdendo apenas para a Bíblia e as obras de Shakespeare, com mais de 4 bilhões de cópias vendidas em mais de 45 diferentes idiomas.

Em seu livro de estréia, O Misterioso Caso de Styles (1920), o detetive belga Hercule Poirot, seu personagem mais célebre, faz a primeira apresentação de suas células cinzentas ao mundo, e tenho orgulho de dizer que nesse livro ele não me passou a perna, porque eu consegui desvendar o assassino, o primeiro e único em que isso aconteceu, confesso!

Mas a minha estréia com Agatha e toda minha paixão pelo romance policial começou por um dos livros intitulado, Os Elefantes Nunca Esquecem (neste livro aparece à personagem, escritora de romances, Ariadne Oliver, para ajudar Poirot, como uma espécie de detetive auxiliar, atrapalhada que só ela), isso foi mais ou menos entre 2005/2006, lembro-me que ansiava por chegar da escola e pela tarde deitar no chão do quarto em minha almofada perto da janela e ficar horas que se perdiam no tempo a encucar os mistérios impostos pela Duquesa da Morte em minha mente. Simplesmente fantástico! Daí para cá, não parei de procurar suas publicações para ler. Preciso agradecer a minha madrinha, que foi quem me presenteou com este e depois que notou meu interesse, me mandou vários outros. Ela possuia uma cesta com várias obras e quando eu me deparei com os presentes nas mãos, não me contive de felicidade, vocês nem podem imaginar a cena... Impossível esquecer esses momentos.

Meu irmão adora a Miss Marple, uma senhora muito esperta que só tem a aparência frágil, mas me consquistou de vez em A Testemunha Ocular do Crime, nunca vi tamanha sagacidade, sou apaixonada por esse livro! Assim como A Morte na Praia, onde a cada página eu arrumava um suspeito diferente. Mas a lista é grande, O Caso dos Dez Negrinhos é clássico, totalmente pertubador até a última página, se você não é adepto a roer as unhas nos momentos de tensão, pode começar a pensar no caso! Não posso começar a citar todos os títulos aqui, até porque ainda me falta ler muitos outros, mas Pressentimento Funesto (com o casal fofíssimo Tommy e Tuppence Beresford), Cartas na Mesa, Encontro com a Morte, Os trabalhos de Hércules, Convite para um Homicídio... me deixam encantada.

E já está em minha pilha para ler, O Natal de Poirot com expressas recomendações de Italo Cintra (É, meu irmão também se contagiou pelos mistérios)!

Então nobres Sir and Dames que lêem a esta coluna Marciana, deixo o meu convite e minhas sugestões para vocês se divertitem, intrigarem, e quem sabe até desvendarem (não é fácil) os maiores mistérios dessa poderosa Dama que construiu um Império Mundial conquistando gerações.

Saúde e Paz!

Beijocas :*


Ly Cintra

11 comentários:

  1. Desculpem o atraso de hoje!
    Espero que gostem...
    :*

    ResponderExcluir
  2. ahhh chegou o caxias kkkk "vocês nem podem imaginar a cena... Impossível esquecer esses momentos." (CINTRA, 2008) Adivinhar quem é o assino é muito mais difícil kkkKK

    O que eu posso dizer: ficou muito bom, valeu pelo atraso... Aposto que qualquer um que ler essa coluna irá ficar doido para ler Agatha Christie. Essa coluna hoje deveria se chamar: convite a literatura...

    No mais não esqueçamos Conan Doylen (ele com certeza é o primeiro que escreveu nessa linha)....

    Ademais leiam também as outras colunas e comentem.

    ahhh adorei o título Ly...

    Vida longa ao leite batido.

    ResponderExcluir
  3. Realmente a autora é de uma capacidade linguística intrigante. Ela confunde durante a leitura com falsas inferências sem que saibamos. Não tem como não perceber sua inteligência na composição da obra. Ly, adorei a postagem. É de uma leveza que parece uma confissão sussurrada das tardes de infância. Chego a imaginar você chegando em casa e pegando rapidamente o livro. Valeu esperar! Parabéns! Meu orgulho!

    ResponderExcluir
  4. *hahaha, Dan, não é dificíl imaginar minha cara diante de uma cesta de livros! É a mesma cara de besta de hoje, kkkkkkkkkkkkkk'
    Fico feliz que tenha gostado, Obrigada :D E sinta-se a vontade quanto ao convite, assim que escolher o livro me avise.
    E não se preocupe quando ao Sir Doyle, ele tem tanta história que é material para outra postagem... Aguarde!

    *Exatamente Nick! Confundir é a especialidade de Agatha.Consegue nos prender do início ao fim... Inteligência pura. Muuuuuito obrigada pelo comentário, tão meigo quanto você! É um Orgulho ainda maior ser seu orgulho, grande beijo.

    ResponderExcluir
  5. E pensar no exemplar de encontro com a morte que amparava a janela quebrada, e todos os outros que vieram depois. A variedade de personagens encantadores e cheios de vida. E Morte. Mortes quase perfeitas e que apesar de (aparentarem) obvias, o ''não acredito que foi você'' parece perseguir ao final de cada página lida.
    Marple é realmente encantadora, e convenhamos que ela supera o belga narigudo.
    Nossa dama está cada vez mas viva, a postagem de hoje representa essa confirmação.

    p.s. Monick saudades de você! Abração.

    ResponderExcluir
  6. D. Ialy^^ fofitcha
    simplesmente estupendo seu artigo desse sábado! Eu já tinha entrado, ontem pela tarde ver se vc tinha postado algo, e nada!
    adoro como vc é detalhista!

    E aí está vc falando sobre a Agatha. Nunca li (vergonha), mas acontece que o mundo tem tanta coisa empolgante para se ler que fico sem saber para onde olhar.
    Mas com seu post quando for a biblio de novo vou me lembrar da ilustríssima tia Agatha. Sei que é algo que vou adorar, pq li A Outra Face do Sidney Sheldon e amei, imagine o que vou achar da Dama, gênio so suspense?

    E saiba que no que escrevo mora um pouco disso... li A Outra Face aos 14 anos, que chegou de brinde com O Estadão e tmb fiquei encantada. Resultado: não consigo escrever um livro sem um suspense e o que vai ser finalmente editado *-*, vc sabe qual, tmb tem um assassinato e não conheci um ser até hoje que o tenha desvendado se não na hora em que o revelo, huá!
    Está convidada...

    Beijinhos,
    Aline

    ResponderExcluir
  7. Jovem Cintra, mas uma vez vim aqui publicar minha ilustre coluna - e como sempre estou com minha estimada Yoko - e não pude deixar de ler a sua. Me vem a memória que alguns anos atrás quando estive en Londres comprei alguns exemplares dessa estimada moça que você fala a respeito aqui, realmente é mui encantadora a sua obra... Hoje deu até vontade de rebuscar meu inglês lendo outra vez Christie. Ahhh minha neta está anciosa pela sua próxima coluna... Matta ne!

    ResponderExcluir
  8. Caramba!!! Caprichou mesmo,ótimo post!!!
    Deu vontade de ler... e será, assim que o tempo permitir, o próximo livro a ser lido (O natal de poirot).

    Parabéns Lynda!

    ResponderExcluir
  9. Ialy,
    Como sempre você nos surpreende com sua fome voraz por livros e a paixão. Fala da rainha do suspense é algo muito excitante. Parabéns pela coluna! Realmente, você nasceu para ser escritora e, será tão boa quanto a Agatha.

    Forte abraço de quem te estima muito.

    ResponderExcluir
  10. Nunca gostei desse tipo de literatura, mas após degustar o leite batido dessa edição, acredito que em breve estarei me surpreendendo com a famosa Agatha! Parabén Ly, o seu Leite Batido está cada vez melhor! Tem pastel de quijo para acompanhar? rsrsrs Brincadeirinha! Pois é! O Marciano Everson não engana-se, você realmente está mostrando que é deverás muito fera! Abraço fraterno!

    ResponderExcluir