Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 22 de maio de 2011

HAICAIS DE DOMINGO

Por: Daniel Everson

Bom dia queridos amantes do haicai. Hoje nossa coluna é dedicada a nossa colunista Aline Negosseki – tenho certeza que ela vai gostar muito do haicado desse domingo.

Nosso poeta nasceu em Cruz Alta (RS) em 17 de dez. de 1905. Centenário poeta. Era um verdadeiro devorador de livros e dizia:
Em geral quando termino um livro encontro-me numa confusão de sentimentos, um misto de alegria, alívio e vaga tristeza. Relendo a obra
mais tarde, quase sempre penso ‘Não era bem isto o que queria dizer’.”

Tradutor de mão cheia traduziu clássicos como “Contraponto”, de Aldous Huxley. Seu primeiro Romance Clarissa vendeu 7 mil exemplares – um verdadeiro Best-seller .
Em 1965, publicou seus primeiros (e tudo faz crer, únicos) haicais segundo GUTTILLA (2009, p. 82) no romance O senhor embaixador. Nosso poeta então surpreendeu seus leitores com seus haicais perfeitos que permeiam a narrativa do livro. Sem mais leriado com vocês senhor Erico Verissimo:

SERVIÇO CONSULAR
Com cartas brancas,
O senhor cônsul solta
Pombos de papel.

JARDINEIRO INSENSATO
Passou a vida
 A cultivar sem saber
A flor da morte.

INVERNO
Na alva neve,
A rígida mancha azul
Da ave morta


REFERÊNCIAS

GUTTILLA, R. W.Boa companhia: haicais. São Paulo: Companhia das letras, 2009. 189 p.
RELEITURAS. Disponível em:   http://www.releituras.com/everissimo_bio.asp. Acesso em 22-05-2011.

6 comentários:

  1. Adoro estar aqui entre haicais...bom domingo...

    ResponderExcluir
  2. Dedicado a mim? *-*
    que honra... saiba que estou lendo sua posia e tenho gostado muito de sua objetividade. Li, lá em Poemas do Sol um poema de amor, que deixa uma marca tão bela nos olhos da alma, que terei de reler. Então tecerei meus comentários.
    Que é em posia mais objetivo que haicais?

    Qndo começou:
    "Nosso poeta nasceu em Cruz Alta (RS) em 17 de dez. de 1905" senti aquele tum no coração. Seria possível? Mas como? Nunca soube do Erico a escrever haicais. Aliás, ele dizia-se não só um artista, mas um poeta que não realizou, por isso a prosa era sua arte-ofício. Mas tudo que ele mais foi, foi ser poeta...
    Clarissa, citado aí, é poesia da primeira a última página. E esse livro, gerou uma série maravilhosa. Que gosto ainda mais até que O Tempo e o Vento. Tão palpável que quase podemos tocar os ambiente e personagens.
    E agora venho a saber que ele escreveu haicais?

    Obrigada! Obrigada! Vivendo e aprendendo, nos Haicais de Domingo. Obrigada! :)
    Ora, e vc ainda citou a fala
    “Em geral quando termino um livro encontro-me numa confusão de sentimentos, um misto de alegria, alívio e vaga tristeza. Relendo a obra
    mais tarde, quase sempre penso ‘Não era bem isto o que queria dizer’.”
    Essa citação é um trecho de Solo de Clarineta, se não estou enganada. Foi a que me fez elegê-lo meu romancista favorito. Porque ele não só me permitiu estar em comunhão nas angustias humanas que ele tão bem observava, na beleza de sua poesia em prosa, como na angustia de um(a) escritor(a). Cheguei mesmo a usar essa sua fala como descrição de perfil em mídia social. Solo de Clarineta, é quase que por completo citável em relação a minha própria vida.
    E seus haicais são belos, vejo agora, como se era de se esperar. Embora um tanto pessimistas, o que não faz meu estilo, eu tenho certeza absoluta que por justamente estarem no contexto de um romance, como O Senhor Embaixador, eles se explicam no dissecamento que o Erico fazia do agir e da natureza humana.
    Vc colocou esse livro na minha lista de próximo do Erico. =)
    ele que denuncia, mas tmb nos conforta com personagens como Vasco e Clarissa e Joãozinho Paz...

    ResponderExcluir
  3. estou saindo agora para ir declamar uma poesia de despedida. Uma irmã da igreja vai mudar-se para Maringá, e todos, inclusive eu, sentirão sua falta.

    Ela é poeta:
    http://www.sopadeletrinhasdalenynha.com/

    ResponderExcluir
  4. Aline!
    Que honra saber que vc está lendo D.Everson =].
    Que bom que lhe dei idéia nova para uma próxima leitura de Erico. Bem! parte da culpa dessa dedicatória dá postagem para vc é da LY - ela que influênciada por vc anda lendo Erico tb, pense numa boa influência =]
    Espero que meus poemas e minha coluna lhe inspirem a escrever romances cada vez melhores =]
    vou visitar o blog da sua amiga. Paz, amor e harmonia.

    ResponderExcluir
  5. Daniel
    Tenho acompanhado seu blog com atenção, porque foi indicado pela Aline e fui conquistada aos poucos. Hoje você arrasou trazendo os haicais do Erico, que já li tantas vezes mas não tinha me lembrado de citar para ela....
    Paz e Bem

    ResponderExcluir