Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 16 de julho de 2011

HAICAIS DE DOMINGO


 por: D.Everson

Nascida em Belém no Pará, nossa poetisa desse domingo, fora também contista, romancista, crítica, ensaística e tradutora. Um dia chego lá, é muita competência.  Uma das precursoras dos haicais no Brasil, já os escrevia desde os anos 40. Tendo sua consagração, como poetisa, sido firmada nos anos 80, quando recebera conhecimento do público e da crítica. Em 1980 “[...] atualizou a contribuição dos mais importantes pilares da tradição do haiku, traduzindo e recriando poemas reunidos em O livro dos hai-kais: Bashô, Buson e Issa.”¹ Recentemente em 2008 lançou o livro polifônico Anima animalis, na obra bichos da fauna brasileira como o bode, o cavalo, o jacaré e o beija-flor são protagonistas de haicais vertidos para o espanhol, finlandês e italiano. Sem mais arrudeios com vocês Olga Savary:
PAZ
Assim tão exata
Sem se assemelhar a nada
Sendo vária e vaga.

ROTA
Que arda em nós
Tudo quanto arde
E que nos tarde a tarde



PRAIA GRANDE DE ARRAIAL DO CABO
Na sala invadida,
Devolvida num búzio
Memória do mar.


REFERÊNCIAS
¹GUTTILLA, R. W.Boa companhia: haicais. São Paulo: Companhia das letras, 2009. 189 p.
http://www.releituras.com/olsavary_menu.asp

Blog do D.Everson: http://simulacropoetico.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário