Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

segunda-feira, 14 de maio de 2012

É NODA! — Especial Semana de Aniversário do Poetas de Marte

FILHOS DE MARTE

Em 18 de maio de 2009, surge na internet o maior blog interplanetário das Américas, que se auto definiu como: “Coletivo de Poetas pernambucanos que veem na Poesia sua forma de expressão. A via de indignar-se, de manifestar-se, de poetizar tudo: da dor ao amor” (postagem n. 01 do Poetas de Marte). Originariamente de Bezerros, Pernambuco, era distribuído em forma de panfletos.
Hoje algumas coisas mudaram. O coletivo rompeu as fronteiras da cidade, e alcançou amplitude inimaginável para um simples panfleto. A história do Poetas de Marte está muito mais ligada ao imprevisível e à vontade de se fazer ali e agora, do que planos e metas. Sempre houve mais ideias que recursos. Tudo foi acontecendo. E só aconteceu o que deveria ter acontecido.
A poesia conviveu com outras expressões artísticas inviáveis para o panfleto: música, artes plásticas, cinema, teatro; além da possibilidade de interação em tempo real. Os panfletos não foram extintos pelo blog. Coexistem. Apenas circulam em menor grau devido à falta de tempo, custos e outros entraves que só quem panfleta sabe.
D.Everson, Filipe Melo, Marcone Santos, Célio Lima, Wagner Mopho, Ialy Cintra, Kleves Gomes, Ícaro Tenório, Lucas Holanda, Wesley Moreira, Cristiano Marcell, Jair Lopes, Aline Negossaki, Marcantonio Costa, Oswaldo Paes e Laut Long Fu são os colaboradores que dividem comigo o prazer de fazer parte desse coletivo, do qual sou filho legítimo.
Entrei no blog após um encontro de panfletos e de lançamentos de uma coincidência absurda: na época circulava com o meu Amplitude Compacta pelas bibliotecas da UFPE e acabara de terminar o Monopólio da Solidão, Daniel tomou contato com o panfleto e já estava com o seu Poemas de S(ó)l pronto. Alguns meses depois, já estava abduzindo e sendo abduzido por novidades no blog e na minha cabeça.
Erros e falhas existem. Não é nenhuma máquina que atualiza o espaço. Somos humanos. Não é necessário ser um profissional para se levar algo a sério, como disse, a superação da escassez de recursos sempre foi driblada através das ideias. Que mais 57 mil pessoas acessem o blog. Vida longa e vida louca ao Poetas de Marte!

__________
Fred Caju responde pelas suas próprias opiniões, que não estão necessariamente em unanimidade com a equipe do blog, que preza pela livre iniciativa de seus colaboradores.
    

5 comentários:

  1. Muito bom Fred
    Você expôs e resumiu os objetivos e andamento desse blogue interplanetário. Parabéns, JAIR.

    ResponderExcluir
  2. Que nostalgia boa reler algumas postagens de 2009.
    Ador(o)ava receber os Panfletos e se não me falha a memória fui a primeira vencedora contemplada em solo marciano.

    Que "veni, vidi, vici" seja o eterno lema de Marte!

    :*

    ResponderExcluir
  3. Crescente prosperidades!

    Que em dois mil e doze,
    continuem humildes (como o Avaí)
    sem perder a pose.

    Abraços artísticos-culturais! (pra todos colaboradores)

    ResponderExcluir