Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 24 de julho de 2012

Elegia

Lamba-me!

Deixe-me bambo,

ao som de La bamba!


Pique-me, Mamba!

Envenene-me

venere-me


com pilhéria

ou doença venérea!


Por favor,

eu sou coisa séria!

Não descamba!

Faço um escambo,

esse seu amor

por minha muamba!



Cristiano Marcell

4 comentários:

  1. Limerique

    Marcell, sujeito bom de poesia
    Compôs como há muito não fazia
    Colocou a mamba
    Junto à muamba
    Trouxe à luz incrível elegia.

    ResponderExcluir
  2. Lemerique

    Meu limerique um tanto molambo
    Com andamento trêmulo e bambo
    Invejo o arcano
    Dom do Cristiano
    Gostaria de propor-lhe um escambo.

    ResponderExcluir