Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Incorpóreo


ele ela não importa
demônio não tem sexo gênero
envolve seduz suspira sussurra
acaricia aquece sopra
palavras doces em ouvidos frágeis

leva pela mão oferece colo
envolve em sua pele quente
labirinto encantados caminhos

quer vida sonhos
confunde ideias pensamentos
traz desejos de auto-sabotagem
destruição visão confusa
se instaura sem prazo final
ou intervalos estáveis

é preciso fugir
mas, como?
se demônios moram do lado
de dentro
e se disfarçam de anjos pessoas queridas
soprando delicadezas
que levam às margens da eternidade


Diana Pessoa

Blog da poeta: Simplesmente Palavras

4 comentários:

  1. Limerique

    É uma coisa meio que sem nexo
    Explicar um problema tão complexo
    Anjo ela ou ele
    Demônio aquele
    Pois essas entidades não têm sexo.

    ResponderExcluir
  2. Demônios tem o poder da sedução, e sempre são fascinantes e intrigantes... como distingui-los das pessoas 'normais?' Talvez, com um pouco de sorte... e uma boa dose de perspicácia!

    ResponderExcluir
  3. Às vezes amamos tanto alguém que nela vislumbramos tanto o céu quanto o inferno...
    Adorei o texto... "soprando delicadezas que levam às margens da eternidade". Lindo demais!
    Beijo.
    Sigo com vc.

    ResponderExcluir
  4. que bom!!! gratidão pelos comments! =]

    ResponderExcluir