Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Mini conto




MUNDO, VASTO MUNDO!
Havia nascido, crescido e se tornara adulto naquele vilarejo medíocre de casas frágeis, ruas confusas e horizontes apertados, sem eletricidade e sem estradas que o ligassem a outros lugares. Povoação distante da vida e de tudo que esta significa. Dali nunca se afastara e nada sabia do resto. Contudo, suspeitava, vagamente, que existia um mundo lá adiante, onde começava sua imaginação. JAIR, 28/11/09.

2 comentários:

  1. Nossas fronteiras nós mesmo riscamos e nossos horizontes podem ser infinitos.Parabéns pelo conto.

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo Jair! Uma pintura!

    Meus calorosos parabéns!

    ResponderExcluir