Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Um poeminha curto II



O único problema de ser
só mais um sob o sol
é, às vezes, se esquecer
que a chuva canta em si bemol.






diretamente da periferiadomundo

6 comentários:

  1. Limerique

    Se todo bem do mundo fosse sol apenas
    E chuva somente molhasse nossas melenas
    Nada nos afligiria
    Dessa dicotomia
    Só que na real os males são centenas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não nego:

      São cetenas os males
      mas perder a beleza
      e entregar-se aos azares
      é com toda certeza
      um dos mais vulgares

      Excluir
  2. Este poema não precisa de mais nem uma linhazinha sequer. Ele é completo, ele é a porta aberta e o fecho. ADOREI!

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    Quero mais, muito mais beleza
    Só assim podemos ter certeza
    Que a fome vai desaparecer
    Que todos vão ter o que comer
    Porque, sabemos, beleza põe mesa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contra fatos não há argumentos, querido Jair.

      Excluir