Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Mini conto



RÉQUIEM PARA NAGAZAKI
Missão cumprida. Bárbaros presunçosos de olhos claros que semearam, como mortalha sinistra, o maldito cogumelo sobre a cidade que dormia, com almas pesadas, impenitentes, a lhes torturar para sempre, seguem para o inferno de seus lares onde beijos dos filhos queimarão suas faces, comida de suas mesas lhes saberá amarga como fel e camas se tornarão inauditos tapetes de pregos. JAIR, Floripa, 07/12/09.

7 comentários:

  1. Olá.
    Gostei muito de seu blog,parabéns.
    Sabia que agora seu blog pode aparecer em um portal,isso mesmo,o Portal Teia,um portal só de blogs de qualidade.
    Se quiser participar é só nos fazer uma visitinha.
    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou lá no Portal de Blogs dar uma olhada.

      Excluir
  2. Vale sempre a pena ler algo sobre o monstruoso crime que foi o bombardeamento nuclear de Nagasaki e Hiroxima, para que não seja esquecido, melhor, para que não esqueçamos quem fez o bombardeamento e para que não esqueçamos as vítimas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário António, também escrevi um Réquiem para Iroshima que vou publicar em breve aqui.

      Excluir
  3. Limerique

    Eis que no horizonte surge a rosa
    Que brota da semente escabrosa
    a flor desgraçada
    cidade arruinada
    Tristes vidas, outrora tão formosas

    ResponderExcluir
  4. Limerique

    Cada pétala,uma vida a menos
    Grandes guerras têm motivos pequenos
    Todos somos irmãos
    Numa mesma nação
    Céus, quando virão dias mais amenos?

    ResponderExcluir