Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Nota do administrador geral.

Há uns três anos atrás pensei em tirar do ar a página do Poetas de Marte, pouco visitada ela era lida praticamente por duas dúzias de conhecidos e/ou curiosos. Atualmente beirando nosso quatrocentesímo terráqueo visualizo que eu poderia ter cometido um dos maiores erros da minha vida virtual. Leitores e colaboradores têm feito de nossa página um sucesso, destacando-se dentre outros colaboradores Fred Caju e Cristiano Marcell que têm colaborado com a densidade populacional marciana desde que deixaram suas pegadas em solo vermelho.

Obrigado a todos aqueles que apreciam e colaboram com a arte de Marte, afinal sem vocês não passaríamos de um site perdido no imenso iceberg informacional que é a Web 2.0 e sua gigantesca plataforma interativa. Saudações vermelhas a todos.

D.Everson
Moderador Geral e fundador do blog Juntamente a Filipi Melo.


-----------------------
* D.Everson atualmente empenha-se em divulgar seu blog autoral intitulado SIMULACRO POÉTICO, disponível no endereço http://simulacropoetico.blogspot.com.br

13 comentários:

  1. Limerique

    Existe um blogue que é um baluarte
    De criadores que só pensam em arte
    Poetas errantes
    De todos quadrantes
    Encontram guarida no Poetas de Marte.

    ResponderExcluir
  2. Limerique

    Pois um planeta de solo encarnado
    Abriga poeta dos seus desgarrado
    Aqui é o espaço
    Que é seu pedaço
    Aqui o poeta está sempre alumbrado.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    Rubro planeta de vasto espaço
    Onde poeta só encontra abraço
    Aqui deixa pegadas
    E faz suas cagadas
    Não tenho ideia do que aqui faço.

    ResponderExcluir
  4. Limerique

    Esperando por mero conselho
    Onde vou? Perguntei ao espelho
    Me mandou para o espaço
    Portanto não sei o que faço
    Pois acabei no Planeta vermelho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse Jair é uma metralhadora de Limeriques hahahah

      Excluir
  5. Limerique

    Era um Planeta de árido solo
    No qual não pousou sequer a Apollo
    Mas benéfico local
    Ninguém se dá mal
    Onde com versos até eu me consolo.

    ResponderExcluir
  6. Limerique

    Everson: planeta está estragado
    Portanto urge que seja fechado
    Falta-lhe vida
    Não há guarida
    Mas Cristiano o mantém animado.

    ResponderExcluir
  7. Limerique

    Como pode um planeta distante
    Tornar-se assim veraz importante?
    Pois essa cambada
    Por demais animada
    Lhe confere luz super abundante.

    ResponderExcluir
  8. Limerique

    Não atino o que deu na veneta
    Desses autores viris de opereta
    Reunidos no espaço
    Cada um com seu traço
    Fazendo versos prá por no Planeta

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde! Eu acho que todo começo é difícil mesmo... meu primeiro blog, em 2008, foi um fiasco... não tive paciência para investir, e nem sabia direito como os blogs funcionavam. mas hoje eu acho que estou caminhando direitinho... boa sorte !

    ResponderExcluir