Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Minúsculo Opúsculo

A poesia pode ser pouca,
só não pode ser oca.

11 comentários:

  1. A poesia pode se louca
    Mas não dorme de touca.

    ResponderExcluir
  2. Que a poesia seja louca
    Mas não se faça de mouca.

    ResponderExcluir
  3. O poema pode ser barroco
    Mas que o efeito seja de soco.

    ResponderExcluir
  4. A poesia não define, aponta;
    A poesia não estranha, admira;
    A poesia não rebate, acolhe;
    A poesia não descobre, encontra;
    A poesia não debate, aceita;
    A poesia não desdenha, pensa;
    A poesia não escolhe, enxerga;
    A poesia não pratica, exerce;
    A poesia não corre atrás, acompanha;
    A poesia não apela, expõe;
    A poesia não concorda, pergunta;
    A poesia não analisa, traduz;
    A poesia não pinta, colore;
    A poesia não descreve, verseja;
    A poesia não junta, compõe;
    A poesia não veste, paramenta;
    A poesia não dissimula, acode;
    A poesia não modifica, transmute;
    A poesia não conquista, seduz;
    A poesia não cutuca, contorna
    A poesia não constrói, edifica;
    A poesia não morde, assopra;
    A poesia não dispõe, semeia;
    A poesia não critica, eleva;
    A poesia não cobra, exprime;

    ResponderExcluir
  5. Limerique

    Realmente, não movi um músculo
    Quer fosse escondido e minúsculo
    Para apreciar os versos
    Tão pequenos, diversos
    Desse excepcional belo opúsculo.

    ResponderExcluir
  6. Limerique

    Lembremos que um pouco de poesia
    Contém alguma coisa de hipocrisia
    Mas sendo inocente
    Não parece que mente
    É bom pois a vida pede picardia.

    ResponderExcluir
  7. A poesia não pode ser louca
    A poesia pode não ser louca
    Pode não ser a poesia louca
    Não pode ser a poesia louca
    Ser não pode a poesia louca
    Ser poesia não pode a louca
    Não ser poesia pode alouca
    Pode a poesia não ser louca
    Pode poesia não ser a louca
    A pode ser não poesia louca
    A pode per pão poesia pouca
    A ler lode loesia lão louca

    Vou parar porque acho que estou ficando louco.

    ResponderExcluir