Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

.

DEZEMBRO
Ou
A maré não está pra lua



Cabelos brancos

Estou na rua

Ninguém quer me alugar.


Confio?! Confio?!

Em quem confiar?

Só vejo dorsos longes

Dizendo até já!


Caspas, aspas

Minha cabeça coça

Toda vez que a vida entorta.


Quando o Ré é menor.

Quando a maré

Não está pra lua.

Quando a minha fé

Mora lá na rua.


Acho que vai chover

E de consolo se naufrago

Não é de sede que irei morrer.


D.Everson

Um comentário:

  1. "De vida fácil"? Nada fácil. Ainda mais em certa idade "a maré oscila menos pra frente,e, mais de ré.

    ResponderExcluir