Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sexta-feira, 8 de março de 2013

A MULHER

Está sempre em alta
Nas manchetes dos jornais
Estampada nos comerciais
Ela é a sensação

É cavalona
Cachorra
Filé
Vitaminada

E desgraçando a poesia
Com suculento teor
Até fruta virou
Moranguinho
Melancia

O seio para alentar o anseio
E o bocão vorazzz
É para alegrar os “papais”
Que leem o jornal todo dia

E assim as menininhas
Enriquecem a imprensa SAGAZ!
DEVASSADAS
ESTUPRADAS
BULINADAS SEM MENARCA

Mostram a bunda
Rebolam
Obscenam e roubam a cena

Vivemos uma democracia?!
Isso é demais!

A mulher vota
Pode usar o corpo pra ganhar o pão
Porém ainda tenta se livrar
Dos estereótipos que traz

De ser como os animais
Ter instinto para conceber
Ou servir para o homem aprazer

Do contrário é DESALMADA
MACUMBADA
MACHADÃO
É a DIABA
O CÃO !

Mas em verdade lhes digo:
Discreta ou Escandalosa
A Mulher é verso e prosa
Contudo, se PUTA na avenida
E em casa também,

À MULHER EU QUERO BEM
E que explodam os comerciais!!!


Márcia Maracajá

***

Texto apresentado na VI RECITATA do 9º Festival Recifense de Literatura A Letra e a Voz, inscrito na finalíssima.

Um comentário: