Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Mais um poema do nosso querido poeta português:


PROFISSÃO SEM FÉ

Do inverno ao duro verão.
Um par de seios. Putas num bar.
Sou cafetão! Vida de cão.

- Eunoquio de Quintana -

4 comentários:

  1. Limerique

    Meu amigo, trabalho é redenção
    Trabalhadores todos dignos são
    Do operário da construção
    Àquele que nos traz o pão
    Inclusive vil e maldito cafetão.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    Trabalho cansa, mas dignifica até
    Todo mundo que trabalha digno é
    Médico ou artesão
    Até mesmo cafetão
    Que faz de seu labor profissão sem fé.

    ResponderExcluir