Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 29 de junho de 2013

Conversas vadias de Sábado:

Nos concelhos de Miranda do Douro, Vimioso, Mogadouro e Bragança persiste um idioma, o MIRANDÊS, pertencente ao grupo liguístico Asturo-Leonês.
Abrangerá um espaço a rondar os 485 Km quadrados e um universo huamno de uns 15 mil falantes, que regra geral são trilingues - falam mirandês, português e castelhano.
Actualmente, embora não tenha estatuto de 2ª Língua está protegida e em princípio resistirá à erosão do tempo e à míngua de falantes.
Falada nesta região do Nordeste de Portugal, mesmo ainda antes da fundação da nacionalidade, manteve-se como língua oral até que em 1884 passou a ter uma versão escrita e até uma convenção ortográfica em 1999.
Veremos se resistirá ao tempo. Mas reina a esperança pois é ensinada no Ensino Público da Região, embora a carga horária tenha diminuído.
Como Língua que é, o mirandês possui uma riquíssima tradição, sobretudo oral e nos dias que correm também escrita.
Quero deixar um exemplo, que é ao mesmo tempo poético e musical:











Indo you pa la mi(e) (a)rada
atras de ias mies chabacas,

cun ei chin-dilin-glin-dina
cun ei chin-dilin-glan-daba
cun ei chin-dilin-glin-dina
se m(e) olvidou la guilhada
you virei atras pur eilha
i achei la puerta fechada...
cun ei chin-guilin-glin-dina
cun ei chin-dilin-glan-daba
Que yes aquelho mujeri
que (e)sta d(e)ba'la nuestra cama
cun ei chin-guilin-glin-dina
cun ei chin-guilin-glan-daba
cun ei chin-guilin-glin-dina
se m(e) olvidou la guilhada.
i (y)es l'gato d'l cunventu
que ven pa la nuestra gata...
Trai la (e)scupeta mujeri
qu(e) l'hei dar uma (e)scupetada...
Não haças* isso marido
que desconjuntas la cama...
Qui(e)n t(e) agarrara mujeri
n(a) aqueilha sierra granada...
con tres carros de lheinha
outros tres de retrama...
i un airico castelhano
que atiçara bien la chama...
umas tanazes de tres ganchos
para revolver las brasas...
Qui(e)n t(e) agarrara marido
no meiu d(e) aqueilha sala...
cun las pernas amarilhas
i la cor demudada...
los claristas a la puerta
salga meu maridu salga...
i you pur tras lhurando
nin que fuera d(e) mala gana...

4 comentários:

  1. Que coisa mais bonita António. Estou adorando esse passeio pelo cultura portuguesa =]

    ResponderExcluir
  2. Obrigado D.Everson. Cresci a ouvir falar assim.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Limerique

    Sy, lusana, me dize qui acim é
    You num dizo contraro ó mulé
    Tom clario e acerto
    Ece dizeire aberto
    Quil concquistiz entom todu até.

    ResponderExcluir