Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

FOFURISMO


Não defendo que a poesia é apenas escrita tampouco de dever único dos bardos. Entretanto, se for para consumir (me refiro a dar tempo, não somente  comprar) fico com a dos poetas de verdade. 

Internet é foda. Ilude muito babaca. Seguidores, curtidas, compartilhamentos, cutucadas. Nada disso é uma estatística confiável. Já viu o rebuliço que dá fazer uma crítica em algum comentário? Essa pátria só aceita elogios, nada mais. Quem tem náuseas com tudo isso que corra para as montanhas.

Geralmente os campeões das estatísticas supérfluas, nada mais justo, são os poeminhas supérfluos. O comportamental da meninada dos prédios — pré-adolescentes beirando os 30 que amam felinos — é quem dá as cartas.

São rimas de amor & dor + coração, solidão & outros “ão” de cegar qualquer um. E quando o fofurismo se mete a politicamente transgressor acaba em “críticas” à fome na África (sem rima, que palavra esdrúxula já dá mais trabalho, né nego?).

Mas ainda bem que escolhemos o que lemos, pois “graças a Deus, nós vivemos num país livre” (confere, fofinhos?). E eu corro para as montanhas, porque eu sei que no caminho vou me sujar de barro e quem sabe, sangrar.


Fred Caju 
(aquele do Sábados de Caju, saca? não? pô... é...) 
 

5 comentários:

  1. Olá, Fred. Não tenho preconceitos contra os fofinhos.Há espaço para todo mundo. Nem fico aborrecida se criticam alguma coisa que escrevi - desde que não o façam com falta de educação ou ofensas pessoais. O que odeio, é gente que nem me conhece chegando no meu espaço e afirmando coisas pessoais sobre mim, como se me conhecessem pessoalmente! Geralmente começam: "Você é o tipo de pessoa que..." detesto ser chamada de 'tipo de pessoa.' Por isso eu modero comentários. Mas as opiniões sobre o texto, eu publico. Rimas ricas ou pobres, acho que o sentimento real é o que me toca.

    ResponderExcluir
  2. Limerique

    Fred aponta seu acúleo dardo
    Em direção ao pretenso bardo
    Não poupa os fofinhos
    Em internéticos ninhos
    E manda tonitruante petardo.

    ResponderExcluir
  3. De vez enquanto me baixa esse tal de fofurismo literário, mas exorcismo ele com umas doses de realidade.

    ResponderExcluir