Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 28 de setembro de 2013

Sábados Vadios

Após férias e alguns assuntos pessoais, vou retomando aos poucos a atividade blogueira.
Hoje vou falar um pouco acerca do Cante Alentejano.
O Cante Alentejano é uma das formas musicais tradicionais, sobretudo da parte sul do Alentejo.
Aqui, uma vez mais existe polémica acerca das suas origens, com vários autores a confrontarem as suas hipóteses.
Pode dizer-se contudo que o Cante Alentejano é um canto coral, relativamente monótono e em que sobrevivem os modos gregos já extintos, sendo este um dos pontos que provoca divergências no que respeita à sua origem. Alguns autores suportam que a manutenção de modos gregos já extintos na música popular e erudita europeia devem-se à origem gregoriana do Cante, outros afirmam que se deve à influência árabe. H+a cintudo autores que vislumbram no cante elementos mais primitivos, inclusivé pré-romanos.
Seja como for, o Cante Alentejano é hoje em dia Património cutural imaterial da Humanidade e continua bem vivo.




7 comentários:

  1. Limerique

    Que uma azáfama altissonante
    De terras alentejanas se levante
    Voz que de longe emana
    Seja grega ou romana
    O primoroso Alentejanio Cante.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Jair, que assim seja.
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Não faz meu estilo, mas respeito a cultura! Bom domingo!

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. A mim também me lembra em certas entoações, o canto gregoriano, que muitos autores assinalam como uma das influências do Cante Alentejano.
      Todavia há parte do Cante que se afastam do canto gregoriano.
      Abraço.

      Excluir