Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 18 de outubro de 2014

SÉRIE POETAS PERNAMBUCANOS

 O ENTE AMADO DE EMILIANO

Teu cavalo morto
Renascerá principalmente
Com o verão nas árvores

E não estarás oculto
Como um salteador de estradas,
Ou um solitário irredimível.

Teu cavalo morto
Renascerá após a agonia dos bois
Nos currais ensolarados

E saberás distinguir
Essas questões difíceis que propõem
A qualquer homem vivo.

Teu cavalo morto
Renascerá à semelhança de um deus
Deslumbrante e amoroso.

Envelhecerás sozinho e triste
Até que o ar sufoque os corvos e os livros,
Comprimindo a cruz ao sol.

Teu cavalo morto
Renascerá como nunca pensaste,
E logo ficarás tranqüilo.

José Carlos Targino



Nenhum comentário:

Postar um comentário