Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 22 de março de 2015

etpotiguar.blogspot.com


3 comentários:

  1. Soneto-acróstico
    Ao machão

    Sou rei da cocada preta, meu irmão!
    E, por isso, somente eu tenho razão
    Tenho ojeriza de gay e gente de cor
    E pro comunista sou rolo compressor.

    Mostro-me amigável pra obter ganho
    Com esses tolos que por aí arrebanho
    Uns têm wi-fi, outros fazem boca-livre
    Tolos vocês são, eu sei como se vive!

    E na calada, sinto falta dum amplexo
    Me masturbo e na punheta me acabo
    Mas no fundo prefiro heterodoxo sexo.

    Então sonho que me tacam um nabo
    Dói, rasga, mas tem sentido tem nexo
    O sonho que realizo de dar esse rabo.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Jair! Confesso que a última estrofe me fez ri bastante

    ResponderExcluir
  3. Poemas antimilicos são muito bem-vindos, Daniel. Esse seu, então, tá massa. Do Jair não falo, pois ele é "hors concours", ou seja, é fodão!

    ResponderExcluir