Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 12 de setembro de 2015

MEXENDO NA SUA RADIOLA


O TERNO


O Terno é um power-trio de canção-rocknroll-pop-experimental de São Paulo-SP formado por Tim Bernardes (Guitarra e Voz), Guilherme d’Almeida (Baixo) e Biel Basile (Bateria). O grupo chama atenção por sua estética autoral, mesclando com originalidade influências e timbres sessentistas e contemporâneos que dão cor às interessantes composições da banda.
O trio, na ativa desde 2009, tem dois discos e um EP lançados. Seu disco de estréia “66”(2012) foi muito bem recebido pelo público e crítica. Com o clipe da fáixa-título ganhou público na internet e conquistou prêmios de Melhor Clipe do Ano no Prêmio Multishow e Aposta MTV no VMB. Além de constar entre os 25 melhores do ano (tanto o disco quanto a música de trabalho – “66”) pela Revista Rolling Stone Brasil e considerado pelo jornal O Globo como “um dos mais impressionantes discos de estréia de uma banda brasileira”.

Em 2013 o trio lança seu EP “Tic Tac-Harmonium” onde começam as experiências sonoras para além do power-trio, Tic Tac ganha um clipe enquanto Harmonium é indicada na categoria ‘Nova Música’ no Prêmio Multishow. No mesmo ano, O Terno se junta ao ídolo tropicalista Tom Zé gravando em seu EP “Tribunal do Feicebuqui” (que traz duas parcerias de Tim com Tom Zé) e seu disco sucessor “Vira Lata na Via Lactea” (na faixa ‘Cabeça de Aluguel’). Além das parcerias com Tom Zé o vocalista Tim Bernardes já compôs músicas com nomes como David Byrne (na faixa “All Around You” da cantora Tiê, que também assina a música) e Adriano Cintra (Cansei de Ser Sexy).
terno3_WEB_2
O mais recente trabalho vem em 2014, o homônimo “O Terno”, lançado de maneira independente, em CD, Vinil e download gratuito, assim como os trabalhos anteriores do grupo. O álbum “O Terno” consolidou uma estética e sonoridade que a banda vinha esboçando. Num repertório autoral de 12 músicas, cada uma com seu universo próprio de clima e composição o disco foi também muito bem recebido pela crítica (saindo novamente entre os 15 melhores do ano na revista Rolling Stone e muitas outras listas no Brasil e América Latina) e público.
Diferentemente do disco de estréia, “O Terno” foi gravado com o tempo e a calma que a banda procurava para poder experimentar em estúdio e chegar nos timbres e arranjos com o devido capricho e cuidado. O disco leva produção d’O Terno e do parceiro Gui Jesus Toledo, dono do estúdio Canoa, que abrigou as experiências da banda, e do Selo RISCO, que prensa as tiragens em vinil do grupo. Gui é quem faz o som da banda ao vivo, levando o refinamento da sonoridade de estúdio do Terno para as energêticas apresentações ao vivo do trio.
Ainda no final de 2014 o trio passou por uma mudança de formação; Victor Chaves, baterista desde 2009 deixa a banda dando lugar ao atual baterista do trio, Biel Basile.

BAIXE O DISCO AQUI

Fonte: http://oterno.com.br/



Nenhum comentário:

Postar um comentário