Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

A CHARLES BAUDELAIRE

            
Carlos também
embora sem
flores nem aves,
vinho nem naves,

eu te remeto
este soneto
para saberes,
se acaso o leres,

que existe alguém
no mundo, cem
anos após,

que não vaiou
e nem magoou
teu albatroz.


Carlos Pena Filho

Um comentário: