Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Emergência

Quem faz um poema abre uma janela.
Respira, tu que estás numa cela
abafada,
esse ar que entra por ela.
Por isso é que os poemas têm ritmo
- para que possas profundamente respirar.
Quem faz um poema salva um afogado.

Mário Quintana

Um comentário:

  1. E eu ainda me atrevo a compor versos e chamá-los de poemas! São meros agrupamentos de letras, que mal sabem dizer o próprio nome. Mas estes versos libertam, esse trazem a tona o desejo de desafogar quem está submerso nas águas da prisão da falta de gosto pela vida e pelas suas vidas. Grande marciano Quintana.

    ResponderExcluir