Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

...


Anjo da noite

A tristeza que habita o solitário

é melancolia de calcário:

tornou-se nublado como um triste funeral

por que resolveu amar o que é errado:

deixou-se levar por um coração que já está ocupado!


Magoado aprendeu a soltar o riso e engolir o choro,

Mas será que alguém gosta de levar uma vida de puro agouro?


O inaudito comunga sua dor toda noite

com quem não lhe pode dá conselhos:

seu travesseiro já o acalenta com receio.

Desarmado pensa caminhar desalmado:

e reprime toda solidão com violência

por que sua demência fez que pensasse não ter mais alma,

a alva capsula de Deus, e assim caminha sagitário

por dentro de si mesmo como um anjo condenado.


D.Everson

Nenhum comentário:

Postar um comentário