Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 17 de abril de 2011

HAICAIS DE DOMINGO



Por: D.Everson

Nossa poetisa desse domingo é meio Curitibana meio ucraniana. Fora professora de escola pública” consta que foi a primeira mulher a publicar hai-kais no Brasil” ¹ no livro Paisagem Interior (1941)***. Admirada por monstros da poesia como Carlor Drummond e Leminski. Fora Imortal da Academia Paranaense de Letras.

Arco-íris ***

Arco-íris no céu.
Está sorrindo o menino
Que há pouco chorou.

Influenciada por Guilherme de Almeida e Fanny Dupré disse em entrevista: "influência do haicai em sua obra", ela nos surpreende: "Também aqui foi importante a correspondência com poetas de outros lugares. Não me lembro mais como foi que comecei a me corresponder com Fanny Dupré, de São Paulo, que foi uma das primeiras haicaístas do Brasil. E ela então me disse para ler um livro do Guilherme de Almeida, que era autor de haicais rimados. Por isso, até hoje, sigo esta linha, isto é, metrifico e rimo os versos do haicai, o que não é comum."²

Em 1993, a comunidade nipo-brasileira de Curitiba fez-lhe uma homenagem, concedendo-lhe o nome haicaísta Reika, "em reconhecimento à dedicação, divulgação e grandiosidade que deu à poesia de origem japonesa, haicai"³

Sem mais leriado com vocês a pedidos***** Helena Kolody

Alegria

Trêmula gota de orvalho
presa na teia de aranha,
rebrilhando como estrela.

Qual?

Damos nomes aos astros...
Qual será nosso nome
nas estrelas distantes?

Poesia mínima

Pintou estrelas no muro
e teve o céu
ao alcance das mãos.

***** (Aline Negosseki disse... Sei bem que polacos são bem dramáticos... E a Helena Kolody? Há de estar nos Haicais de Domingo? )

Referências

¹ ANTONIO MIRANDA. Disponível em: http://www.antoniomiranda.com.br

² ³KAKINET. Disponível em: http://www.kakinet.com/caqui/kolody.php?t=1

Um comentário:

  1. Lindo!
    queria tê-la conhecido.

    Agora vou procurar saber quem é a Fanny Dupré! =D

    Com haicais como escreve, seu coração devia ser de estrelas. E, imagino, era paciente.
    É do haicaísta ser paciente em contemplativo.
    E é de professor ser paciente.

    ResponderExcluir