Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 27 de novembro de 2011

Pra não dizer mais nada...

DIZER


O que ele me diz
está na sombra
e ninguém mais percebe.


O que ele me diz
está na fímbria
da manhã
quado atravessa o céu gelado.


O que ele me diz está na raiz da árvore
percorre o bico do pássaro
(como um clarão elétrico).


Está no grito a tarde
quando o sol se parte em gotas
e dissolve-se no tinteiro.


O que ele me diz é puro silêncio
tornado em palavra.




— Marco Polo Guimarães
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário