Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 11 de março de 2012

Haicaju

Haicais de Domingo

Teresa Cristina Flordecaju

”Desce daí, menina levada”, ouviu do pai, quando pequena de cima de um cajueiro. Poucos instantes depois estava no chão e foi socorrida por Inocência, sua mãe. Quem sabe esse episódio foi a centelha que acendeu a vontade de inflamar as folhas com poesias, prosas e contos.

Depois da capela
Uma casinha no morro
de portas abertas

Natural do estado de Piauí, Teresa Cristina, além de haicaísta que tem o respeito de muitos na blogosfera, é professora de escola pública na zona rural. Orgulhosa da profissão, estando hoje na gestão da escola, dedica-se também aos filhos e netos.

Manhã de março -
Os mandacarus abrem
suas brancas flores

Em seu espaço Haicai e conversa poética a autora deposita seus poemetos sempre bem acompanhados por imagens lindas. Unidas, proporcionam a devida paz a quem se dispõe a lê-la.

Flores na janela –
Passa uma borboleta
bem devagar

Apaixonada pela leitura, ela mostra que o amor pelos livros pode superar, sem dúvida, a falta de tempo. Sobretudo para a autora que fica comumente sobrecarregada por conta do magistério.

Numa conversa bem descontraída, ela nos falou um pouco de si, muito bem humorada e com um astral celeste.

HD: Notamos na sua poesia uma sensibilidade e percepção notável para com os elementos que compõem a natureza. Esse componente (a natureza) pode ser considerado, principal estimulante de sua escrita?

Teresa: A natureza sempre me falou de suas cores, sabores, cheiros, talvez por eu ter crescido numa casa com plantas como cajueiro, mangueira, goiabeira. Lembro-me de gostar de brincar em cima das árvores e fingir que era um pássaro.

Fundo do quintal –
Na lama da chuva fina
uma minhoca

HD: Quando foi que aconteceu o seu primeiro contato com os minúsculos poemas, o qual chamamos de haicais?

Teresa: Onde moro não há livrarias ou editoras e a Internet só me passou a ser um meio de comunicação em 2008. E foi nessa data que conheci o poeta piauiense Luciano Almeida (falecido em 2009) que me mostrou a concisão e também a grande expressividade do haicai.

Noite de luar
O miado de um gato
pulsa na janela

HD: Que tipo de leitura mais a agrada: os contos, poesias, crônicas ou você é pura e exclusivamente ligada aos haicais?

Teresa: Hum... (risos) sou daquelas pessoas que tudo que vê na natureza logo relaciona ao haicai, mas tenho um caso de amor com a literatura infantil. Sabe, eu fui daquelas crianças que adorava ficar horas na biblioteca municipal lendo os contos maravilhosos. Muito embora meu pai não achasse que esse tipo de leitura fosse importante para a educação. Um dia, a bibliotecária me pegou lendo Peter Pan e contou a meu pai. Levei uma bronca e fui proibida de ir à biblioteca quando não tivesse pesquisa da escola. E falando dessas lembranças, o caso de Peter Pan foi de paixão mesmo. Aos 36 anos, já divorciada, comprei o DVD desse personagem e o assisti com meus 4 filhos. Foi um momento ímpar para mim.

Sua devoção aos familiares e às crianças que convivem com ela nas salas de aula do interior certamente ainda a influenciaram na poesia infantil que elabora com bastante responsabilidade...

A joaninha e a margarida


Era uma vez uma joaninha

de capa vermelha com bolinhas pretas

Vivia sozinha num pomar

E não tinha com quem conversar

As irmãs casaram

Os pais voltaram para o interior

Sábados e domingos

Ficava quieta dormindo

Então, numa noite sem sono

Perambulou por um jardim

Foi assim que descobriu uma amiga

A linda flor margarida

Teresa Cristina Flordecaju

Que seus versos cajuínos não cessem e nos adocem as vidas a cada dia.

Cristiano Marcell é professor nas horas vagas e escreve no blogs http://esquifedememorias.blogspot.com e http://haicaienaomachuca.blogspt.com

41 comentários:

  1. Cristiano,

    Adorei a forma sensível e expressiva que apresentou o trabalho e a poeta Teresa Cristina,
    intercalando vida e trabalho.
    Parabéns pelo seu trabaçho e o dela.

    Adorei os haicais e com certeza vou circular muito por ak e pela casa de Teresa.

    Abraços,

    Anna Amorim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, minha cara! seja sempre muito bem-vinda!

      Excluir
  2. Excelente fruta de climas tropicais. A teresa, como um mandacaru, floresceu no sertão e nos dá lidas flores. Parabéns a ela e a você Cristiano por a ter colhido ainda com orvalho da manhã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós dois, enciclopédico amigo, "haicamos" sempre rimando versos. Teresa parece não precisar disso para embelezar seus versos, não acha?

      Excluir
    2. Acho sim, visitei o blogue dela e fiquei deveras impressionado com a facilidade que ela enquadra o assunto e mimetiza as palavras de forma a mostrar sensibilidade e lirismo sem descambar para a pieguice. Não sinto inveja dela porque não sou poeta, mas se fosse, sentiria. Não tenha dúvidas. Abraços, JAIR.

      Excluir
    3. Se você não é poeta, então eu não sou professor!

      Excluir
  3. Entrevista boa demais! Cheia de cores, flores, frutos. Parabéns aos dois!

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desenhista e escritora de mão cheia, prezada Luiza!

      Muito obrigado!

      Excluir
  4. Cristiano,

    a confraria do haicai, semeada por todo o Brasil, celebra seus haijins por aqui...

    Parabéns à Teresa Cristina Flordecaju e de pessoa, mais uma professora a marcar presença aqui na coluna!

    Abraços, bons caminhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raul,

      nem tinha me tocado que Teresa é mais uma companheira nossa do magistério que se enveredou pelos haicais...

      Muita paz, caríssimo amigo!

      Excluir
  5. Teresa batuta
    Verseja, rima, escreve
    Com nome de fruta.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Teresa!
    Vida longa aos seus Haicais e aos nossos Domingos com eles.
    Valeu Marcell.

    Obs: Esse povo Cajuíno se destaca na poesia hein? :D

    ResponderExcluir
  7. Eu concordo, minha cara! Esse povo cajuíno não é mole!

    ResponderExcluir
  8. A família Anacardiaceae bota quente nos trópicos, rapá!

    ResponderExcluir
  9. Obrigada Cristiano Marcell por reconhecer o talento de minha mãe
    Abraço Emanoela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua mãe merece, devido ao talento que possui!

      Muita paz!

      Excluir
  10. Entrevista com cheirinho de frutas...

    Gostei muito!

    Um abraço Tereza e Cristiano.

    ResponderExcluir
  11. Bate papo sincero e delicioso, como o caju. Nada como ler sobre um escritor, suas histórias e preferências, sempre nos inspira. Parabéns pela entrevista, Cristiano, e parabéns pelo sensível trabalho, Tereza.

    Um grande abraço!

    Wesley

    ResponderExcluir
  12. istiano, vim te agradecer e a teus leitores... Em me sinto feliz por fazer parte deste mundo do haicai. É essa beleza expressiva que a poesia nos traz nas palavras e nos enche o coração e a alma de felicidade. O haicai me dá essa forma simples e natural de ver a vida e, gosto, particularmente, de fazer versos a meu chão. Um beijo no coração e mais uma vez, grata.
    Teresa Cristina.

    ResponderExcluir
  13. Tereza Cristina é haicaísta, verdadeira poeta, por excelência. A fauna e a flora estão à flor da sua pele; a flor da sua acariciante sensibilidade. "Flordecaju", conotação perfeita para quem se inspira com a delicadeza de tal flores. Tereza cristina é também multifacetada. pois tem outros blogs com peculiaridades de quem ama as palavras e acima de tudo a educação.
    Parabéns Cristiano pela grande escolha!
    E parabéns, muita saúde e felicidades,pra você, admirável professora Tereza Cristina! (um beijão!)

    ResponderExcluir
  14. Obrigada, Cristiano, por me apresentar o trabalho da escritora Teresa Cristina e este blog super interessante e rico!
    Beijos, Ana.

    ResponderExcluir
  15. Obrigado, minha cara! É sempre bom tê-la como visitante!

    ResponderExcluir
  16. Que delicia de entrevista, Teresa Cristina faz poesia com gosto de alma. Meus parabéns a professora poetisa, e ao Cristiano pela acertada escolha. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela presença aqui no Poetas de marte, minha cara!Muita paz!

      Excluir
  17. Cristiano, maravilhosa entrevista com Teresa Cristina Flordecaju, haicaísta de primeira linha,que nos presenteia com magníficos mínimos os quais nos proporciona o entendimento do que seja um verdadeiro Haikai!
    Aplausos para a Poetisa e parabéns a você pela entrevista!
    Abraços aos dois!

    ResponderExcluir
  18. Muito lindo, esse espaço!... E também de suma importância para a divulgação das belas letras!...Parabéns!!! Adorei a entrevista com essa haicaista maravilhosa,Flordecaju; vou guardar esse nome!...E nossa ela é da zona rural, né...Que inveja! rs Imagino o quanto de inspiração todo aquele panorama, visual e sua própria vida deve lhe proporcionar!...Lembrando que a origem do haicai é totalmente pastoril! Muito bom mesmo!...Parabéns pelo espaço, amigo, Cristiano, e sucesso!

    ResponderExcluir
  19. Belo trabalho, Cristiano!
    Conheci a Teresa Cristina no Recanto das Letras, espaço que ela abrilhanta com seu talento!
    É sempre um prazer ler seus textos.
    Sucesso sempre!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique com Deus, prezada amiga! Obrigado por passar por aqui!

      Muita paz!!!!!!

      Excluir
  20. Bonita a história da Teresa...a ligação com a terra. a natureza; bom trazer pessoas assim por aqui.
    Abração!

    ResponderExcluir
  21. Cristiano uma viagem de conhecimento tuas entrevistas congratulações. Teresa Cristina brilha com a magia dos haikais e da poética magnífica!
    Pura maestria o acervo de Teresa Cristina!
    Um beijo de violetas aos dois Poetas.

    ResponderExcluir
  22. Caro Cristiano

    Sempre apreciei os haicais de Tereza Cristina Flor de Caju. De cunho tipicamente regional e de extrema sensibilidade . Percebe-se a veia ligada com a sua terra. Gostei de conhecê-la melhor na sua entrevista.Parabéns.

    Feliz dia dos Poetas a ambos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Adorei.Voltei a ser criança com as joaninhas.
    Parabéns Tereza Cristina e também Cristiano por este trabalho que vem encantando a gente.

    ResponderExcluir