Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 27 de março de 2012

O QUE É — SIMPATIA


Simpatia — é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.

Simpatia — são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.

São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.

Simpatia — meu anjinho,
É o canto de passarinho,
É o doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d'agosto
É o que m'inspira teu rosto...
— Simpatia — é quase amor!


Casimiro de Abreu
 

5 comentários:

  1. Lindo demais!Aqui, no Rio, há um bloco de carnaval que se chama Simpatia é Quase Amor,mais precisamente em Ipanema. Seu nome, provavelmente foi retirado do último verso do poema!

    Muita paz, cajuíno amigo!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Eu adoro esse poema.Adoro a singeleza de Casimiro de Abreu.Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda!
    Uma obra prima da lingua portuguesa!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. O primeiro poema que aprendi de cor.
    Meu primeiro fascínio com a poesia...
    Boas lembranças me vieram agora!

    Obrigada, Marcianos!

    ResponderExcluir