Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 15 de abril de 2012

Caju

Haicais de Domingo

Hoje a postagem tem dois objetivos: reforçar a divulgação do projeto Castanha Mecânica e homenagear o seu idealizador. Começo do final para o início. Há algum tempo dediquei um haiku ao meu caro amigo fred Caju e o cito aqui nesse espaço novamente.

Fred Caju

Tem sua sina
de doses diárias
de cajuina

Espero que todos o vejam da mesma maneira que eu:um poeta demasiadamente competente e assíduo trabalhador que esculpe a blogosfera em prol de uma poesia mais bela do que nunca.

Nesse sábado, ele abriu mão da postagem de seus poemas em seu blog Sábados de Caju para a divulgação do Castanha. Vejo-me na obrigação de fazer o mesmo.



Castanha Mecânica é um projeto que visa à livre distribuição e divulgação da poesia através da organização dos poemas em forma de e-book. Toda e qualquer reprodução, parcial ou integral das obras que aqui se encontram são autorizadas pelos autores, desde que a autoria seja devidamente atribuída.

Buscando outro caminho fora do mercado editorial, e, a descobertas de novos nomes da poesia, nos disponibilizamos a uma “prestação editorial” que culmina em livros virtuais que podem ser baixados diretamente do nosso acervo.




Acreditamos em uma poesia livre, não apenas em sua forma, estrutura ou temática, mas em sua propagação. Abominamos qualquer burocracia desnecessariamente criada como empecilho para a publicação dos poemas. Aos que assim acreditam, convidamos para acompanhar nossas atividades, baixar nossos e-books e até participar do projeto com os seus próprios poemas através de uma construção dialogada de novas formas de divulgação da poesia.

QUE TODA POESIA SEJA LIVRE!
Fred Caju

Muita paz a todos nesse domingo.

3 comentários:

  1. Irmãos na guerra
    Cristiano e Caju
    São sal da Terra.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço, muito Cristiano. Vamos em frente! Não são nenhuma novidade, mas só para não passar em brancos nos haicais:

    HAICAI DE 24 HORAS
    (Fred Caju)

    Minha lua começa,
    literalmente falando,
    no fim do meu sol.



    HAICAIS ENSOLARADOS
    (Fred Caju)

    Luz da salvação,
    sol de uma constelação
    de fogo sintético.

    * * *

    Levo à minha língua
    sempre quando fico à míngua
    dos sonhos mais loucos.

    * * *

    Levanto meu voo
    sobre os anseios que coroo
    diante desse sol.

    * * *

    Libero os instintos
    sem dar conta que me sinto
    doce qual você.

    ResponderExcluir