Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Mini conto

Para Jair Lopes

Nunca tive muito tato para lidar com pessoas encharcadas de idiotia, que não conseguem concatenar duas ou três informações simultaneamente. Essas que possuem uma dificuldade hercúlea para juntar palavras, preposições, adjetivos, etc. e formar uma bem dita oração.

Chegou uma determinada época em que eu não suportava mais qualquer deslize.

As pessoas ao meu redor passaram a morrer.

Convivi com minha mãe por longos trinta e cinco anos sofrendo com suas concordâncias inexistentes, plurais equivocados, dislexias exacerbadas e muito mais.

Por isso a matei!

Foi numa bela noite de primavera em que agente fomos...

Agente fomos?

Queiram me perdoar, não poderei terminar meu relato. Vou apanhar minha arma!

19 comentários:

  1. A Elisa mencionou você e não poderia deixar passar a oportunidade de uma visita. Mas logo me assustei (kkkkkk). Não vou escrever muito, senão vai sobrar bala para mim. Meus parabéns pelo talento!

    ResponderExcluir
  2. Quanta criatividade, meu caro. Pequeno grande conto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. rsrs... legal e surpeendente... bjuuu

    ResponderExcluir
  4. Cristiano,
    Excelente contículo, tem início, meio e fim. A ideia é essa mesmo, condensar em poucas palavras uma estória que poderia dar um volumoso livro. A mestra desses contos é Dolce Vita http://eucurtocontocurto.blogspot.com.br Abraços e parabéns, JAIR.

    ResponderExcluir
  5. Mini conto RIO+20:

    "A cúpula do Rio+20 chegou ao consenso para diminuir a emissão de gases: concordou em eliminar feijão, batata doce e repolho do cardápio dos participantes do encontro".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha muito boa, me lembrou o Marcelino Freire hahahah

      Excluir
  6. O primeiro crime de Marte, agora irei te chamar de Cristiano Caim kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo conto repleto de ironia.

    ResponderExcluir
  8. Ihihih !!!!
    Não vou falar nada porque sobrou pra mim.
    Um abraço.

    ResponderExcluir