Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Mini conto



REFLEXÃO DO VELHO CASANOVA
Não havia razão para se queixar de nada que vivera até então. Setenta anos e contabilizava uma mocidade, vida adulta e vida madura plenas. Se não tivera todas as mulheres do mundo, pelo menos havia tentado. O que lhe dói, dói de verdade, é saber que agora as mulheres que se aproximam já não veem seus atributos físicos ou admiram sua inteligência sagaz, olham apenas sua conta bancária. JAIR, Floripa, 07/12/09.

4 comentários:

  1. Aos olhos das raprigas, o dinheiro embonitece o homem.Já dizia minha avó!

    ResponderExcluir
  2. Uma triste constatação... excelente seu mini!

    ResponderExcluir
  3. Uma história muito bem retratada em síntese. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Prá ela que importa setenta
    Se Tem (ta) milhões?
    Muito bom.

    ResponderExcluir