Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Mini conto



REFLEXÃO FINAL
Sentado na pedra à beira do deserto, sentia-se compelido a refletir sobre sua vida tão curta ainda, e prestes a findar em algumas horas apenas. Sacrifício extremo a que se expunha em nome de ideologia que lhe fora empurrada goela abaixo, e que não digerira o suficiente para entender: “Quando explodisse junto às pessoas que estavam condenadas por não partilhar suas crenças, iria para o paraíso, isso ele entendia. Mas, e essas pessoas? Elas também têm uma crença; elas acreditam que ao morrerem suas almas vão para o céu, e lá serão felizes. Então, se eu eliminá-las, estou, na verdade, causando-lhes um bem; estou lhes concedendo a oportunidade de viverem no paraíso como desejam. Se meu gesto, como me foi ensinado, é de vingança, é para lhes causar mal, não vejo como pode ter sentido matá-las”. Foi seu último pensamento antes de premir o detonador da bomba afixada em seu corpo. JAIR, Floripa, 20/11/09.

3 comentários:

  1. FOI MAU JAIR POSTAR LOGO DEPOIS DE VC, É QUE ENQUANTO EU ESTAVA APRONTANDO A PUBLICAÇÃO VC FOI MAIS RÁPIDO KKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  2. Explosivo conto, enciclopédico amigo!

    ResponderExcluir
  3. como diria mãe: ave Maria! kkkkkkkkkkkk
    era melhor ele não ter explodido e ir p o inferno junto com os outros kkkkkkkkkkkkkkk isso me lembra aquela história do índio na "conquista" da América Central, ou foi México, em fim, ele não queria se converter e preferil ser morto por que o padre encubido de converter ele disse que ele iria p o ceú e foi aí que o índio perguntou se o espanhois iriam p lá tb quando morressem, o padre disse que eles iriam - aí o índio disse que preferia morrer infiel e ir p o inferno hahahaa

    ResponderExcluir