Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

MEXENDO NA SUA RADIOLA #?

Graveola e o lixo polifônico. Quem te conhece que te compre, quem não conhece faz download


Formada em 2004, a banda que começou sem maiores prentenções entre as brechas das aulas na universidade, adquiriu dicção própria e chega ao segundo disco, tendo consolidado um público cativo em Minas Gerais e em franco processo de ampliação, através de festivais independentes no Brasil e em países como Portugal, Franca e Itália.

Eu preciso de um liquididicador, o novo álbum, revela o sabor da estrada e o espírito de coletividade – diversas canções com participação de coro de amigos – como marca especial em detrimento do estereótipo do artista enclausurado no momento da criação, o que pode ser reflexo da própria efervescência artística e cultural que Belo Horizonte tem vivenciado nos últimos anos, e da qual o grupo desempenha um papel ativo.
Nove das quatorze canções do disco celebram o movimento versus a inércia: “Blues via satélite”, “Pra parar de vez”, “Canção para um cão qualquer”, “Babulina’s trip”: mobilidade pelo mundo/ amabilidade, “Blues via satélite”: você recebe tudo em casa sem sair do seu sofá! / Eu quero a onda que me leve até você.

Só pra contrariar, os momentos introspectivos do estar só são aproveitados no limite do instante. Aí a refinaria poética produz uma profusão de hits e clássicos inspirados, prontos para garantir mais amabilidade, mais mobilidade pelo mundo. É o caso de “Inverno”, “Farewell love song”, “Nesse instante só” e “Pra parar de vez”: e eu não encontrei nada de mais pra dizer… deixa ser essa canção um jeito de fazer viver essa vontade enfim/custe o tempo que custar eu posso nem chegar mas vou até o fim do impulso só.
DOWNLOAD
Ouvir o novo Graveola é se render a uma viagem lírica e bem humorada pelo inconsciente coletivo das canções, da história da MPB, da música pop, do jingle, pelo viés experimental e pela sofisticação dada pelas vozes e pelos arranjos do grupo.

PS.: O CD Eu preciso de um liquidificador é patrocinado pelo programa Natura Musical, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e apoiado pela Tecar, Hotéis Liberty e Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.




Texto: Renato Negrão  

2 comentários: