Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

veritas verás

nada há que se possa dizer
de uma flor nasce o sol

estrelas caem e renascem

não há memória ou conclusão
o que se inicia aqui é presença

na Presença é que é tudo

não se pode entoar esse canto
mesmo em meio aos sábios

sua suavidade está além das formas

nada há que realize o que é

Deyvid Galindo*


*poeta bezerrense.

Um comentário: