Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 6 de novembro de 2012


PARA SHIN IN GEUN

(Único nascido prisioneiro que escapou dos campos de trabalhos forçados da Coreia do Norte – Campo 14)
Foto Google do Campo 14
Por ter nascido prisioneiro não sabia o sentido de liberdade. Por ter vivido e sido pisoteado, torturado e traído, como prisioneiro, não conhecia o amor (maternal, paternal ou fraternal) e a liberdade que lhe acompanha. Esfomeado, por ser prisioneiro, desejou a liberdade, apenas para ter comida. Ao se desprender do medo de perder a vida saiu para a liberdade. O corpo soltou-se, o estômago saciou-se, mas a sua alma – por ter nascido, vivido, sofrido, traído, delatado, apanhado, sido torturado – continuou prisioneira, mesmo o corpo acabando por ir viver em um país que prega e cultua a liberdade.

Ricardo F Banholzer
 
(Baseado no livro Fuga do Campo 14 de Blaine Harden)

3 comentários:

  1. Triste... quem aprendeu a ser triste, carregará a tristeza para onde for.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Já tinha escutado falar do caso desse rapaz, mas não sabia do livro. Vou procurá-lo.
    um abraço

    ResponderExcluir