Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Vida e Morte


O muito pouco que te resta de vida
Neste corpo decrépito e carcomido
Deverá aproveitar à maneira devida
Tudo que seja ou deveria ter sido.

Sei que aqui estás só de passagem
E nada que viste aproveita na morte
O corpo que vai não leva mensagem
E para o inferno não há passaporte

Pois a morte desobriga-nos da lida
E com o corpo se vai a existência
Se você foi bondoso causará ferida

Se estudioso foi, perderá a ciência
E por você, sofrerá pessoa querida
Mas, o que fazer? tenha paciência.

2 comentários:

  1. Quando eu morrer quero ser só poeira atirada aos ventos, nada mais...

    ResponderExcluir
  2. Não faça nada deixe as coisas acontecerem.
    beijos!!

    ResponderExcluir