Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 11 de maio de 2014

As Terezas


(Tereza minha mãe e minha Irmã já falecida. Sou um cara de sorte, tive duas mães...)

Algo indefinível e belo
Encorpado na mulher.
Algo exclusivo e eterno
Que até o homem quer
Só não a dor almeja
A tão bravio varão, mais
A força que se enseja
No poder de uma gestação
Uma jovem qual Maria
Que um dia deu a luz
Ao redentor do mundo
Para então morrer na cruz
Não falo de uma pessoa
Refiro-me a uma posição
Da soberania plena
A quem guardamos no coração
De que outra criatura posso
Eu estar falando, se for de cada
MÃE que tanto amamos.

Jon Silva

2 comentários:

  1. Mãe

    Existe algo de indefinível e belo
    Naquele amor um tanto exclusivo
    Mas que não encontra paralelo
    No amplo universo em que vivo.

    A mulher que carrega no ventre
    O ser que porá no mundo um dia
    Estará ao lado desse ser sempre
    Na hora da aflição ou da alegria.

    Mãe é mulher que jamais se furta
    Em defender o rebento obstinada
    Mesmo no desespero jamais surta
    Protegendo o filho como boa fada.

    Pois se você tem mãe então curta
    Pra você será uma alma iluminada.

    ResponderExcluir