Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

terça-feira, 3 de junho de 2014

.

a vaga impressão
tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados

tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido

e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado

Alice Ruiz

2 comentários:

  1. Passando no Paço.

    Porque há uma impressão no Paço
    Dos que aqui passaram no passado
    E que perderam régua e compasso
    E não concluem se assim ou assado.

    Porquanto todos contam os passos
    Se estes melhores forem contados
    Que não abundem, sejam escassos
    Daqui prá acolá, prá todos os lados.

    Pois bem que em todos os espaços
    Alguns não partem por terem ficado
    Mesmo que lhes sobre algum traço.

    E já que tudo se tornará o passado
    Minhas passadas devagar eu refaço
    Porquanto se não o fizer eu fracasso.

    ResponderExcluir
  2. Poetas de arte!
    com imaginação
    da lenha que arde
    se faz o carvão!

    Não vivem em liberdade!
    destroem a floresta sem razão
    dando a sua espécie continuidade
    Fêmea e macho, fazem criação.

    Sem acordos especiais,
    porque há tanta maldade
    também sofrem os animais
    sem união na comunidade.

    Obrigado pela visita, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderExcluir