Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 17 de janeiro de 2015

MEXENDO NA SUA RADIOLA


Por Daniel Andrade

Esperei muito de Alexandre, o álbum novo do Mombojo, no quesito nada de novo ele foi aprovado, todavia a sonoridade que os meninos adotaram no disco ainda não conseguiu ser digerida pelo meu ouvido de ouvinte. Tenho uma regra: disco bom cola de primeira, ou seja, o cabloco ouve e o santo musical baixa logo, mas para os discos que não têm a mesma sorte pode demorar meses até que eu dê a ele outra chance. Às vezes eu quebro a cara e perco tempo por não ter colocado o disquinho logo para tocar outra vez como foi o caso do álbum De Graça do Marcelo janeci.


BAIXE AQUI
Baixe aqui

Falei todo o primeiro parágrafo para dizer que Telemática foi um disco desses que eu só precisei mesmo ouvir uma vez e posso dizer que China e companhia acertaram a veia mestre e fizeram meu coração musical sangrar de alegria por mais um disco da porra de bom. Crítico, dançante, tecnológico, carnavalesco e romântico são alguns adjetivos que posso dar ao disco e explico:

É crítico quando detona esse concreto que nós sufoca cada vez mais nas cidades grandes na faixa Arquitetura da vertigem

Recife alcança um céu de concreto armado

Arranha-céu

Paisagem urbana

De cimento e lama

Sol enquadrado

Que nunca vai brilhar aqui no meu quintal [...]

É tecnológico quando escutamos, por exemplo, a faixa Memória celeste, que além de tudo conta com a participação mais que especial de Jorge Du Peixe.

            É dançante e psicodélico na faixa Subintenções, é só soltar o quadril e e sacar a letra: “Enquanto o sol descansa eu vejo colorido / acendo as luzes  das estrelas no jardim / doce na boca eu sei tudo que é preciso / aumento o som para você se derreter, por quê você não vem dançar comigo?

            É romântico em mais de uma faixa, mas daí deixo você escolher a sua sofrência predileta.


            Para finalizar, é carnavalesco na última faixa intitulada de Frevo Morgado,  para mim é a melhor faixa do disco, mas gosto é como cu, cada um tem o seu. Bem, vou parar de leriado e vou deixar você ouvir o disco e tirar suas próprias conclusões.


2 comentários: