Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 18 de abril de 2015

Soneto-acróstico

À beleza

Mas existe por aí essa tal perfeição?
Uma criação isenta de algum defeito?
Lógico! há mulheres perfeitas pois não
Harmonia de curvas sem preconceito.

E a natureza pródiga como sempre é
Refaz linhas como hábil artista fosse
Propõe tal beleza como um ato de fé
Encantamos com a estética tão doce.

Raras portanto essas belas mulheres
Fazendo que nos encantemos demais
Especiais, jantar para muitas talheres.

Infelizmente não somos todos iguais
Tem gente da maneira que tu queres
Apenas algumas até bastante irreais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário