Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sábado, 18 de abril de 2015

Soneto-acróstico



Ah! Esses gases!

Garante ciência que realmente os há
A família de gases nobres na tabela
Sendo que ninguém viu tais gases já
Em todo Planeta certa dúvida revela.

Será boa ficção ou um mágico patuá?
Nobreza fátua não cai nessa esparrela
Orgulhosa de seus flatos a realeza está
Bundas de princesas peidam sem trela.

Revela ciência gases desses traseiros
Eles saem dessas bundas tão solenes
São gases sem ruído e nenhum cheiro.

Só o fazem os fidalgos de bons genes
Impávidos, sangue azuis com dinheiro
Mas a cagar todo dia não são indenes.

2 comentários:

  1. Uma poesia muito interessante e com um grande espirito de humor.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderExcluir