Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

domingo, 20 de março de 2016

Promenade

gosto de Ser
somente UM
pontinho
movimentando - me
ao longo da estrada
exercitando - me
praticando esquecimentos:
  • das condições [ humanas ]
  • dos rótulos [ o que há por dentro das coisas ]
  • do tempo [ partícula inatingível ]
  • de mim [ Ego SUPERLATIVO ]
ali na estrada
Sou Eu e o Sol
brilhando
cantando Alto
a conversar com deuses e abstrações
.
a partir disto entendi
que de nada me valem
os termos de responsabilidade
os prazos
a argumentação cuidadosamente construída
a Vida sem voos
.
a partir daí enxerguei
os presentes
que somente o agora me dá
que o corpo é saber sutil
as vezes uma conversa resolve
restaura corações
cura doenças
.
que a Morte
é o Nada
que se transforma em certeza
quando nos visita
que a Vida é mágica
indelével poesia
.
por isso me entrego
e para dormir
fecho os ouvidos
e dou as costas
pro mundo
 

5 comentários:

  1. Sempre é bom voltar e ler/ver os poetas de Marte. A gente fica um tempo fora do ar com tanta correria, mas, quando dá, volta e dá de cara com elas coisas boas de ler...cansada de ver política, lava isso...juiz disso...delata aquilo..

    indelével poesia!

    Abraços do Pedra

    www.pedradosertao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gratidão pelas doçura =) - bom ter vc por aqui =)

      Excluir
    2. um abraço fraterno - esqueçamos um pouco da política, pratiquemos a civítica <3

      Excluir
  2. Pra dormir fecho ouvido
    O mundo não carrego
    Não quero ouvir tinido
    E por isso me entrego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá jair! quanto tempo! depois que descobrir como usar corretamente tampões de ouvido, minhas noites tem sido poesia pura, kkk, abraço fraterno e terno com o calor de recife

      Excluir