Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Colibri






O beija-flor
Voeja
Sem dor
Em busca da cor
Da flor
Fareja
Com calor
A exalação de olor
Da flor
Corteja
Com ardor
E ósculos de amor
Que sente
Pela flor
Festeja
Sedutor
O beija-flor.

4 comentários:

  1. Olá, poetas de Marte,

    Este post tocou-me profundamente. Tenho uma relação estreita com colibris...há um post meu - em fevereiro de 2011 - em que um, em especial, é homenageado.

    Abraço,

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo Jair! O beija-flor é fonte eterna de inspiração para poesia! Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. o beija-flor "voeja sem dor", mas lá no fundo ele deseja ser um condor...

    Voa, condor!

    ResponderExcluir