Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Um pequeno Conto

Não espere mais quatro horas, caso queira, atropele!
Sinta na sua pele o ato de atropelar...
Pensava Jair ao ver mais uma vez que faltavam ainda mais quatro horas de jornada de trabalho. De súbito uma ideia:
_Vou caminhar na areia da praia Boa, deixarei em segredo minha partida. Que arranque seus cabelos minha patroa!
Caminhou então por horas, por três e não por quatro, até que sentiu sede. Procurou no bolso e não achou moeda, lastimou-se "dá-me trégua!". Caminhou mais um pouco e viu um brilho! Era dinheiro, era moeda! Correu, pegou-a com sua mão direita! Surpreendentemente jogo-a longe, com a mesma força que o levou a correr. Quem viu o seu ato perguntou-se: "Por quê?", em seu silêncio ele respondeu:
_Era só um pequeno conto, nem para comprar um sorvete servia!

Um comentário: