Viajantes Interplanetários

E-MARTE: Cadastre-se para receber nossas novidades em primeira mão!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Ser ou Estar?


O que eu era antes da primeira letra?
Não sei, pois, agora já sou outro.
Esse outro sou eu quem impetra?
Sim, assim como suplico por ser mais um louco.

Antes do primeiro verso eu estava,
Mas já não estou, porque desde então mudei.
Essa mudança era a que eu esperava?
Não, era apenas a saída do repouso do "sei".

Ser não posso, uma vez que mudo;
Estar não posso, uma vez que surdo,
Não falo nem ouço o mundo.

Estar eu posso, pois, não posso ser;
Ser eu posso, pois, não sei estar,
Falo e ouço o mundo, quando ponho-me a pensar.

3 comentários:

  1. Esse poeta insano se questiona ser
    Mas no universo ele simplesmente é
    Estar ou ser consiste em acontecer
    Tudo mais será uma questão de fé

    Dê o primeiro passo da longa jornada
    Então o mundo conspira a seu favor
    Não olhe para trás, não ligue pra nada
    Caminhe pra frente seja pra onde for

    Poetas não necessitam de um norte
    Eles vão e somente confiam na sorte
    Poetas sequer sabem o que convém

    Eles vivem seus dias como nefelibatas
    São sobreviventes como frias baratas
    E não ligam pra opinião de ninguém.

    ResponderExcluir